sábado, 17 de novembro de 2012

Ivan Ferraz faz show de CD em homenagem a Gonzaga

Fonte: Diário de Pernambuco - 17/11/2012


Em mais uma referência ao Rei do Baião, cantor reúne depoimentos, trecho de entrevista, releituras e músicas em homenagem ao compositor
Ivan Ferraz se arrepende de uma coisa na vida. Recusou uma sanfona oferecida por Luiz Gonzaga. “Ele dizia: ‘só falta agora dar uma sanfona para você, Ivan’. Eu respondia: ‘Mas não sou sanfoneiro, Seu Luiz’”, recorda o músico pernambucano. E complementa: “Devia ter aceitado para guardar como lembrança”. A relação entre ambos permeia o álbum Eu e Gonzagão - Luiz Gonzaga 100 anos do nascimento, que será lançado hoje, às 13h, no Espaço Cultural Dominguinhos na Associação dos Servidores da Sudene.

Luiz Gonzaga costumava ajudar sanfoneiros ainda no anonimato, ao enxergar talento neles. Ao longo da vida, distribuiu mais de 200 sanfonas para artistas no Nordeste. Quando não presenteava com o instrumento, esbanjava conselhos e cedia espaço em shows. Foi o caso de Ivan Ferraz. “Ele me deu muita força para trilhar minha trajetória. Era um homem generoso, um amigo. Tinha prazer de ajudar”, enfatiza.

A primeira vez que viu o compositor pernambucano foi durante apresentação em praça pública em Floresta. Até então, Ivan nem era músico. Mais tarde, começou a trabalhar em gravadoras, lançou o primeiro compacto, em 1977, e passou a apresentar programa de rádio. Em 1981, entrevistou Gonzaga. Anos depois, os dois dividiram o palco em Serra Talhada, em show dedicado a José Marcolino.

Parte da entrevista, onde Gonzaga aconselha novos artistas a se projetarem, consta no nono álbum de Ivan. No recorte, o Rei do Baião fala: “A maioria dos artistas gravam por onda. Eu acho que fui muito feliz cantando a minha terra, o meu povo, os costumes do nosso povo. Acho que o artista que abraçar esse gênero de cantar o povo, ele não perde nada. Só lucra”.

Para Ivan, o conselho permanece atual. “Acho que os compositores da atualidade esquecem o meio rural. Temos lindas canções urbanas. Mas é preciso relembrar o rural nos tempos de hoje”, ratifica. Além de depoimentos, trecho de entrevista e releituras de sucesso de Gonzaga, o registro de Ivan envolve poema de Chico Pedrosa e composições em homenagem ao Rei do Baião, como Coroa de ouro, Parque Asa Branca e Adeus, Luiz.

Com mais de 40 décadas de música, Ivan inaugurou o Espaço Cultural Dominguinhos em março deste ano. A proposta foi moldada a partir de ensinamento de Gonzaga. “É um local para divulgar os trabalhos de artistas ainda no anonimato. Uma oportunidade para os iniciantes”, frisa o cantor. Uma sequência ao trabalho iniciado pelo Rei do Baião, celebrado pelo centenário de nascimento este ano, que expandia a cultura musical nordestina para o mundo.

Lançamento de Eu e Gonzagão - Luiz Gonzaga 100 anos do nascimento
Local: Espaço Cultural Dominguinhos na Associação dos Servidores da Sudene. (Rua Lindolfo Color, s/n, Engenho do meio)
Ingresso: R$ 10
Horário: 13h

Nenhum comentário:

Postar um comentário